O FORTE EM PLATÃO: UMA INTERPRETAÇÃO DO DIÁLOGO ENTRE TRASÍMACO E SÓCRATES

Jorge dos Santos Lima

Resumo



Este artigo tem como objetivo analisar, partindo do confronto entre Sócrates e Trasímaco iniciado no Livro I de A República de Platáo, a possibilidade de um discurso escondido na interpretaçáo que se faz da justiça como algo imutável e perfeito. O principal problema é a seguinte questáo: Qual o interesse de Platáo em afirmar, através de Sócrates e Trasímaco, que a justiça está no que é conveniente ao mais fraco e náo ao mais forte? Tentar-se-á, responder este e outros questionamentos que possam surgir no sentido de instigar e convidar à reflexáo. Inicialmente apresenta-se o que expõe Sócrates e Trasímaco sobre a justiça; segundo, questiona-se a coerência do argumento de Sócrates no que concerne a uma verdade ou mentira; depois compreende-se quem sáo os fracos e os fortes; e, por fim, retoma-se o debate do conceito de justiça.


Texto completo:

PDF