Influência da variação temporal das atividades de vida diária na qualidade de vida após acidente vascular cerebral

Fabíola Pimentel Diógenes, Carolina Dutra Gomes Pinheiro, Marina Tostes Miranda Barroso, Aline Braga Galvão Silveira, Tania Fernandes Campos

Resumo


O objetivo do estudo foi verificar a influência da variação temporal das atividades diárias na qualidade de vida dos pacientes com Acidente Vascular Cerebral. Participaram 24 pacientes e 15 saudáveis (ambos os sexos) de 55 a 65 anos. O Social Rhythm Metric (SRM) foi utilizado para determinar a variação temporal e o questionário SF-36 para avaliar a qualidade de vida. Os dados foram analisados pelo teste t’Student e correlação de Pearson. Não houve diferença entre os grupos em relação ao SRM, mas houve no SF-36 quanto aos aspectos de saúde, social e emocional. A correlação encontrada indicou que a regularidade da variação temporal das atividades da vida diária contribuiu para maior vitalidade, controle emocional e saúde mental dos pacientes.

Palavras-chave: variação temporal, qualidade de vida, acidente vascular cerebral.
_____________________________________________________________________________________


Texto completo:

PDF